Tom Sykes pisca o olho ao MotoGP

  • Redação Autoportal
Tom Sykes
Tom Sykes

Tom Sykes assegurou agora que está “pronto” para negociar o seu futuro e reconhece que até ao momento não recebeu nenhuma proposta por parte da Kawasaki para se manter na equipa e no Mundial de Superbikes no próximo ano.

O piloto britânico que terminou a temporada de 2017 no terceiro lugar do campeonato e que esteve em destaque no último GP de Itália ao terminar as duas corridas em 2.º e 3.º, parece estar de olho em outras equipas e outros campeonatos.

Em declarações à «SpeedWeek» o piloto britânico campeão do mundo de Superbikes em 2013 reconheceu que “tenho um olho posto no MotoGP”.

Para Sykes, “a filosofia existente no MotoGP encaixa mais comigo do que aquilo que faço hoje". Com a maioria dos lugares preenchidos nas equipas oficiais de MotoGP para 2019, Sykes só terá como opção uma equipa satélite, e quando questionado se faz sentido assinar por uma equipa que não seja de fábrica o britânico foi claro: "Se for por uma equipa como a Tech3, só precisamos de olhar para os resultados".

Tom Sykes acredita que o estilo da sua ZX-10RR não encaixa de todo com ele e assegura que tem hoje “uma pilotagem diferente” por isso.

O piloto britânico sublinhou no entanto que a Kawasaki “é a moto mais desenvolvida, desde 2012 que é a moto a bater e o conjunto mais constante da grelha. Se posso mostrar o melhor de mim mesmo, essa é outra questão. O certo é que neste momento não”.

 

 

Comentários

Veja mais