Red Bull tem golpe de mestre e Ricciardo vence na China

  • Redação Autoportal
Daniel Ricciardo (Lusa)
Daniel Ricciardo (Lusa)

Daniel Ricciardo venceu o GP da China de Fórmula 1 consumando um golpe de mestre da Red Bull cuja estratégia neste domingo só não foi mais vitoriosa devido aos erros de Max Verstappen.

O maior erro de Verstappen foi exagerar num ataque a Vettel quando lutavam pela quarta posição. Os carros tocaram, entraram em pião e perderam posições. O alemão da Ferrari, líder do Mundial, acabou por não ir além do oitavo lugar. O holandês passou a meta em quarto, mas a penalização de dez segundos pela responsabilidade no incidente levou-o para o quinto posto.

À frente dele ficaram Hamilton, Raikkonen, Bottas e... ricciardo que, depois de duas ultrapassagens fantásticas aos dois Mercedes caminhou para o triunfo consumando a estratégia vitoriosa da Red Bull, que lançou os seus carros para o ataque ao pódio na segunda metade da corrida.

O toque entre os dois Toro Rosso que levou à entrada do Safety Car foi o mote para o golpe de asa da equipa austríaca. Até lá, a estratégia – a tal estratégia que tão decisiva foi a favor da Ferrari nas duas primeiras corridas – parecia sorrir á Mercedes.

Vettel partiu na frente, Raikkonen ficou para trás. Os Red Bull, que saíram com pneus ultramacios foram os primeiros a irem às boxes trocar para médios. Os Mercedes seguiram-se-lhes pouco depois – trocaram os macios para médios. A Ferrari demorou a fazer a mesma troca da rival alemã.

Quando o fez fê-lo a dois tempos batida nas boxes. Vettel foi o primeiro a entrar e quando regressou à pista já foi atrás de Bottas. A entrada de Raikkonen foi sendo retardada, mas os carros da Scuderia nada conseguiram ganhar com o finlandês a ficar muito longe , até, do pódio... A Mercedes parecia ter ganho neste duelo em relação ao qual a Red Bull se mantinha espectadora.

Até que os Toro Rosso bateram, o Safety Car entrou juntando todos e a Red Bull aproveitou para uma cartada decisiva: os seus dois pilotos voltaram à box para colocar pneus macios e em vantagem em relação aos restantes para recuperarem as posições até ao topo.

Assim aconteceu com as diferentes abordagens já referidas. O andamento dos Red Bull ficou incomparavelmente superior a Mercedes e Ferrari. Verstappen conseguiu o que pôde a meias com os erros também já referidos.

Ricciardo pilotou sem falhas, brilhou com ultrapassagens de grande nível para conquistar o que tinha ficado ao seu alcance e ganhou a terceira corrida do calendário – algo que nenhum dos pilotos da Mercedes conseguiu ainda neste ano, mas cujos resultados já coocam a campeã do mundo líder da tabela dos Construtores.

Classificação final do GP da China de F1

Mundial de Pilotos

Mundial de Construtores

1. Mercedes, 85 pontos

2. Ferrari, 84 pontos

3. Red Bull, 55

...

O filme do GP da China de F1 está aqui.

Comentários

Veja mais