F1: Honda assume que precisava de mais tempo para desenvolver motor

A Honda reconhece que subestimou o trabalho que tinha pela frente ao mudar o conceito do motor do McLaren e o diretor para a Fórmula 1 da fabricante japonesa assume que precisava de mais tempo para o desenvolvimento da unidade de potência.

«Do ponto de vista do conceito, sim, subestimámos», reconheceu ao «Motosport.com» Yusuke Hasegawa admitindo que «demorou um pouco para se estabilizar». «Entendemos que foi um estágio que tivemos de superar e foi muito difícil», assumiu o japonês.

Mas Hasegawa não se fcou por aqui nas confissões: «Pensávamos que tínhamos tempo de preparação suficiente e foi por isso que iniciámos o desenvolvimento do motor deste ano em maio.»

«Mas um ano não é o suficiente», afirmou Hasegawa apontando ao que anda está por recuperar: «Teoricamente, já conseguimos alguns bons passos. Estamos no meio do nosso objetivo, mas precisamos de mais passos para chegar aos melhores.»

Partilhar

Comentários

Comments are closed.