Porsche não descarta motor para a F1

Os rumores de um possível regresso da Porsche à Fórmula 1 dispararam por estes dias, especialmente a partir do momento que o chefe de pesquisa e desenvolvimento, Michael Steiner admitiu estar a ser desenvolvido um “motor altamente eficiente”, que poderá servir para um futuro projeto na Fórmula 1.

A Porsche já confirmou o abandono do WEC, nomeadamente do programa LMP1, e a entrada na Fórmula E em 2019, uma competição que não exige os meios humanos como o campeonato que tem como estrela as 24 Horas de Le Mans. Questionado sobre os elementos do programa LMP1, Steiner garante que é para manter.

“Precisamos de toda a esta gente [do LMP1]no futuro. A grande equipa que montamos para o programa LMP1 está muito motivada e representa uma enorme quantidade de conhecimento. Por isso é uma boa ideia ter um plano concreto para engenheiros, mecânicos e até para os pilotos”, afirmou Steiner ao Auto Motor und Sport.

Contudo não se sabe exatamente o que os elementos do LMP1 vão fazer ao certo, visto que o projeto da Fórmula E é muito menos exigente, o que só alimenta os rumores de que o próximo passo da Porsche é um motor de F1 para as regras de 2021.

“Tal como outros construtores fomos convidados a participar nas discussões sobre os futuros motores da Fórmula 1”, admitiu.

“De momento, a equipa de Weissach não está a trabalhar num motor de F1, mas está a trabalhar num motor altamente eficiente ao nível de conceito, sem uma decisão sobre o que faremos com esse motor”, concluiu, deixando em aberto os rumores sobre o destino desse motor.

Partilhar

Comentários

Comments are closed.