Villeneuve arrasa Kvyat: «Talvez a F1 seja demasiado rápida para ele»

Se dependesse de Jacques Villeneuve, Daniil Kvyat ficaria uns tempos “em casa”, depois de todos os incidentes que tem causado nos últimos Grandes Prémios de Fórmula 1.

O último foi na Grã-Bretanha e causou o abandono do colega de equipa Carlos Sainz. Por isso Villeneuve defende que chegou a hora de Kvyat “ficar em casa”.

“Não sei ao certo o que ele tentou fazer”, começou por dizer Villeneuve. “Sabem o que é pior? Depois ele surge no rádio a tentar culpar o colega de equipa, a achar ninguém viu o que aconteceu. É uma atitude má. Ele merece ficar em casa, tornou-se embaraçoso”, opinou.

Os dois pilotos da Toro Rosso tocaram-se na primeira volta que terminou com o abandono do espanhol. Kvyat foi responsabilizado pelo acidente e recebeu uma penalização de passagem pela boxes além de mais dois pontos na sua licença, mas conseguiu terminar a prova.

“Ele ficou de lado quando regressou à pista e, mesmo que o Sainz não estivesse ali, ele teria saído de pista da mesma forma. Eles [Toro Rosso] deviam deixá-lo em casa por uns tempos para que ele possa pensar no que aconteceu. Não é a primeira vez que ele passa os limites. Talvez a Fórmula 1 seja rápida demais para ele, não sei”, alfinetou.

Este é o segundo fim de semana consecutivo que Kvyat causa um acidente ainda nas primeiras voltas. Na Áustria, o piloto russo falhou o ponto de travagem e acabou com as corridas de Max Verstappen e Fernando Alonso. Em 2016, Daniil perdeu o lugar na Red Bull devido a um acidente com Sebastian Vettel no Grande Prémio da Rússia.

“Quando a culpa é 100% de um piloto, o ato de culpar os outros torna tudo patético. Normalmente, os pilotos não recebem segundas oportunidades. Ele teve várias, mas aparentemente não aprende”, concluiu.

Partilhar

Comentários

Comments are closed.