Miguel Oliveira: “Sinto-me já muito preparado para o MotoGP”

  • Redação Autoportal
Miguel Oliveira - Jerez (Red Bull KTM Ajo)
Miguel Oliveira - Jerez (Red Bull KTM Ajo)

Miguel Oliveira considera que já está pronto para subir ao MotoGP em 2019.

“Sinto-me já um piloto muito preparado para dar esse passo [para a categoria de MotoGP], a experiência que tenho de vitórias e de palmarés já me dá motivos suficientes para poder subir para o ano que vem."

À margem de uma palestra sobre segurança rodoviária, numa escola em Lisboa, nesta quinta-feira, o piloto português explicou como não conseguiu melhor do que o terceiro lugar no GP da Argentina de Moto2 no passado fim de de semana por causa da Curva 13.

“A curva era complicada, na travagem tínhamos de atravessar uma parte molhada e depois havia um corredor, de três ou quatro metros de pista seca. Ao entrar para a curva voltávamos a cruzar e havia outra poça de água, era muito complicado.”

Miguel Oliveira, quinto classificado no Mundial depois do quinto lugar no Qatar e do terceiro posto na Argentina, confessou que merecia melhor em Termas de Rio Hondo, como escreve a Lusa.

“Pelo menos o segundo lugar acho que seria justo, porque fiz uma corrida para ficar em segundo. Tinha as coisas bastante controladas, mas uma ultrapassagem do primeiro classificado fez-me ir um bocadinho mais fora e a três voltas do final começou-se a fazer voltas rápidas consecutivamente e já era um bocadinho tarde para tentar fazer qualquer coisa.”

A terceira corrida do Mundial de Moto2 é no Circuito das Américas e o piloto da KTM Ajo não espera facilidade no dia 22.

“É um circuito muito complicado, no ano passado lutámos muito com afinação da mota. É um circuito muito particular, com travagens muito fortes, curvas de primeira, o que não acontece no resto do calendário. É uma pista muito exigente fisicamente, portanto, é tentar sobreviver.”

Comentários

Veja mais