Carlos Sainz: «O Rali de Portugal está muito diferente»

Carlos Sainz está de novo em Portugal depois de há 30 anos se ter estreado no Mundial de Ralis com um Ford Sierra RS Cosworth.

Bicampeão mundial de ralis, em 1990 e 1992, o espanhol tem boas memórias da prova portuguesa. Na corrida de estreia, venceu a sua primeira especial de classificação, mas acabaria por abandonar «com problemas no turbo do Cosworth».

Agora, 30 anos passados, «o Rali de Portugal é muito diferente», considera Sainz mantendo na memória um rali onde sempre teve «um bom feeling, mas que era uma rali bem diferente, já que tinha zonas muito específicas e todas elas diferentes, como eram as zonas de Fafe, Arganil, ou Viseu».

Hoje, «o Mundial está diferente e, esta época, especialmente competitivo e equilibrado, sem que haja uma marca ou um piloto dominadores», diz o vencedor do rali de Portugal em 1991 e 1995.

Nos ralis até 2005, Sainz conduziu para marcas como a Toyota, Subaru, Citroen e Ford. Em 18 anos de carreira, Carlos Sainz participou em 196 ralis do Mundial, venceu 26 e subiu por 97 vezes ao pódio. A última vitória foi no Rali da Argentina, em 2004. O rali da despedida foi no ano seguinte, na Grécia, no Rali da Acrópole.

Rali de Portugal: Latvala lidera por meio segundo

Rali de Portugal: José Pedro Fontes e Inês Ponte levados para o hospital após acidente

Partilhar

Comentários

Comments are closed.