Espectador morre atropelado no Rali de Monte Carlo

Drama no arranque no Mundial de Ralis. A expectativa em torno do arranque do Mundial de Ralis de 2017 era enorme e todos os apaixonados estavam ansiosos por ver rolar sobre o asfalto os WRC de nova geração, mais rápidos e espetaculares. Mas a festa durou apenas alguns minutos, travada por um terrível despiste de Hayden Paddon, que causou a morte de um espectador.

O homem, de 50 anos, e que se encontrava em zona interdita, foi atingido pelo Hyundai i20 WRC, depois de Hayden Paddon se despistar-se, alegadamente devido a uma placa de gelo, vendo-se depois a cair do morro, enquanto o i20 WRC rodopiava-se sobre si e capotava.

“Estávamos a dez metros da especial. Vimos alguém a colocar uma Go Pro na estrada e ficar até um metro do asfalto”, relatou uma testemunha. “Todos gritamos, dizendo-lhe para não ficar lá. Quando Hayden Paddon chegou, o carro escorregou e bateu na encosta. O indivíduo ficou esmagado pelo carro, antes de voar e cair de cabeça para baixo na estrada”, acrescentou.

A mesma fonte revelou que um bombeiro tentou reanimar o espectador, mas sem sucesso. “Ele ainda tinha pulso durante um minuto, mas depois nada”, lamentou, criticando a demora dos meios de socorro: “A ambulância demorou um tempo incrível para lá chegar. Ficamos mais de vinte minutos à espera da ambulância. Quando lá chegaram ele estava morto há muito tempo”.

O acidente deu-se pelas 20h30 locais, mas só ao fim de duas horas a organização emitiu a primeira reação oficial dando conta de um espectador ferido. Só depois da uma da manhã é que o Automobile Club du Monaco e a Hyundai reagiram, lamentando a morte do espectador.

No comunicado do organizador é referido que o ferido foi transportado por helicóptero para o hospital de Nice onde veio a falecer, não confirmando se era mesmo um fotógrafo nem confirmando a morte no local do acidente.

Veja o vídeo:

Veja o acidente visto do interior do Hyundai de Hayden Paddon:

Partilhar

Comentários

Comments are closed.