WRC 2017: Citroën atira a toalha ao chão

A Citroën atirou a toalha ao chão na presente época do WRC. A equipa francesa assume que o trabalho desta época passou a ser centrado na temporada 2018 do Mundial de Ralis.

«A ideia agora é trabalhar com uma visão de médio e longo prazo. Estamos a trabalhar em direção a 2018 quando queremos reencontrar o andamento», revelou ao «Motorsport.com» o diretor da equipa francesa, Yves Matton.

A justificação prende-se com a fiabilidade: «Não podemos dizer que não temos o andamento, temos em certas condições – mas nos ralis não chega ter o andamento em alguns sítios. Estamos a trabalhar para ter o andamento certo de um carro em todas as condições.»

A Citroën é a última classificada no Mundial de Construtores perdendo para a estreante Toyota, a 120 pontos da Hyundai e a 142 da líder M-Sport com os Ford Fiesta. A equipa francesa já tem uma vitória neste ano – com o triunfo de Kris Meek no México – e não descarta voltar a lutar para ganhar; mas encara essa eventual luta já como parte do trabalho para a próxima época.

«Quando agora estamos em testes estamos a trabalhar mais no desenvolvimento do que a testar a afinação para um rali específico. Isto não significa que não possamos lutar pela vitória num rali, mas um mudámos um pouco a abordagem», afirmou Matton sem querer deixar equívocos: «Mais do que um pouco. Mudámos a abordagem.»

Partilhar

Comentários

Comments are closed.