«Faremos tudo para que o Dakar 2017 continue»

O cenário está ainda envolvido em algumas incertezas, mas os responsáveis pelo Dakar 2017 garantem tudo fazer para que a prova retome o seu curso normal. E, esse, será retomar a prova nesta quinta-feira com a partida para a décima etapa a partir de Chilecito.

As chuvas intensas que caíram na região fronteiriça entre a Bolívia e a Argentina provocaram deslizamentos de terras que afetaram quer as populações locais quer o rali. A nona etapa entre Salta e Chilecito foi anulada e a decisão foi a de fazer chegar o Dakar 2017 em caravana até Chilecito, onde nesta quinta-feira está previsto retomar a prova com a partida para a 10ª etapa.

A caravana já está em marcha. Mas algumas das incertezas ainda pairavam quando havia relatos de haver quem – por causa dos aluimentos – não tivesse conseguido ainda chegar a Salta – ponto de partida da caravana.

O jornal argentino «La Nacion» falou inclusivamente de «condicionantes políticas» para além das meteorológicas, com responsáveis políticos locais a pressionarem a organização da prova para não passar ao lado das localidades inicialmente marcadas no mapa. O diretor da prova procurou destacar o lado humanitário que se sobrepõe ao desportivo.

No comunicado que informava sobre a anulação da nona etapa, a organização já punha ao dispor das autoridades locais os seus meios de ajuda tendo a aldeia de Volcan em especial atenção depois de a sua população ter sido muito afetada pelos deslizamentos de terras. Etiene Lavigne frisou isso mesmo nas suas preocupações: «É muito triste para nós, mas quando se vê o que aconteceu com aquela aldeia, não tenho a certeza se o aspeto desportivo é o mais importante.»

«Estamos na Argentina há nove anos. Estávamos cientes dessas condições. Neste ano, o mau tempo está mais violento. Face a isso, não podemos fazer muito. Conseguimos realizar as outras etapas em boas condições. Agora, o mais importante é esta catástrofe», disse.

O diretor do rali garantiu então que o passo seguinte é o da continuação da prova: «Uma boa organização é uma organização que se adapta com êxito, que não fica parada. Faremos tudo o que pudermos para que o Dakar 2017 continue.»

Partilhar

Comentários

Comments are closed.