Luís Portela Morais começa o Dakar: «Com calma para sentir a mota e o terreno»

Luís Portela Morais faz-se à pista do Dakar 2017 nesta segunda-feira. É a primeira etapa da prova, que terá uma curta especial cronometrada de 39 km, depois da apresentação do desfile de todos os concorrentes em Assunção, capital do Paraguai, na véspera.

Os pilotos já começaram a partir em direcção a Resistência, na Argentina. O português da KTM delineou para este arranque uma «toada calma», pois ainda agora se está a começar e o conhecimento da moto e a auscultação do terreno que se vai encontrar são etapas essenciais para que tudo esteja sob controlo nos dias que vão seguir-se.

Assim nos conta nos seus relatos exclusivos para o Autoportal da sua participação de estreia no Dakar 2017:

«Neste domingo começou o Dakar.

Muitos milhares de pessoas nas ruas a vibrar com a nossa passagem nesta partida simbólica, mas um com sentimento especial. Realmente, passar no pódio do Dakar é uma grande parte de um sonho que só fica completo com a chegada a Buenos Aires.
Nesta segunda-feira temos uma curta especial que irei realizar numa toada bastante calma apenas para sentir a mota e o terreno dos próximos dias.
Vai ser uma especial com bastante publico e sem navegação, quase ao estilo de uma baja, mas, no entanto, com perigos e radares. Por isso, temos de estar atentos ao road book na mesma.
Assim, vai começar o rali a sério.

Até amanhã»

As crónicas de Luís Portela Morais no Dakar 2017:

Acompanhe AQUI o Dakar 2017 vivido por Luís Portela Morais

Dakar 2017: «Mota em parque fechado, começou definitivamente…»

Partilhar

Comentários

Comments are closed.