Morocco Desert Challenge: Pedro Bianchi Prata vence quarta etapa

Pedro Bianchi Prata venceu a quarta etapa em motos do Morocco Desert Challenge, ocupando a quarta posição da geral.

O piloto português cumpriu os 276 quilómetros cronometrados da tirada entre Oum Jrane e Merzouga em 4:20.03, à frente do marroquino Harite Gabari (KTM) e do holandês Rob Smits (Honda).

Bianchi Prata permanece na quarta posição da geral, a 38:36 minutos do líder, o belga Kim Reycker (KTM).

“Foi uma etapa espetacular. No início tive uma perdida complicada, mas não baixei os braços e ataquei até apanhar os pilotos que abriram. Quando já seguia na frente, o papel do ‘road book’ rasgou-se e tive de vir durante 140 km atrás do Gabari, a quem agradeço a ajuda, pois sem ele não teria conseguido encontrar o caminho”, referiu Pedro Bianchi Prata à chegada da etapa.

A piloto Elisabete Jacinto, aos comandos de um camião Man, terminou, por seu turno, em segundo lugar a quarta etapa do rali marroquino, ocupando o terceiro lugar da classificação geral nos camiões.

O trio português formado por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho demorou 04:40.15 horas a realizar o setor seletivo de 276 quilómetros cronometrados, entre Oum Jrane e Merzouga, terminando a 27.57 minutos do vencedor, o holandês Martin Van Den Brink (Renault)

Elisabete Jacinto está assim na terceira posição, certa de 13 minutos atrás do holandês Gert Huzink e com uma confortável vantagem de 50 minutos para o belga Igor Bouwens.

“A etapa de hoje era muito variada, mas foi deveras difícil (…). Quando chegámos ao Erg Chebbi tivemos de fazer cerca de 20 km de dunas verdadeiramente difíceis de ultrapassar. Houve várias vezes em que ficámos quase a fazer o pino. Numa delas pensei até que fossemos capotar para a frente. As cristas das dunas eram muito altas e a traseira parecia que queria saltar para a frente. Mas felizmente correu tudo bem e estamos orgulhosos do trabalho que fizemos”, disse Elisabete Jacinto, citada pela sua assessoria de imprensa.

Nos carros, a dupla composta por Nuno Matos e Nuno Silva terminou a etapa em 48.°, a 3:08.40 horas do líder, o belga Stephane Henrard.

A dupla caiu 18 posições na classificação geral, ocupando agora o 20.° lugar.

Na sexta feira disputa-se a quinta especial do Morocco Desert Challenge, 215 quilómetros cronometrados com partida e chegada a Merzouga.

Partilhar

Comentários

Comments are closed.