F1: jogada da Red Bull “não estava no radar” da Mercedes

  • Redação Autoportal
TotoWolff (Reuters)
TotoWolff (Reuters)

O diretor da Mercedes assume que a jogada da Red Bull de trocar nos dois carros os pneus médios para os macios quando o Safety Car entrou em pista no GP da China foi uma situação que a sua equipa não previra.

“Os nossos cálculos previram que um [pneu] médio duraria até ao final e pensámos que colocar um novo macio não daria uma vantagem tal de desempenho”, assumiu Toto Wolff em declarações veiculadas pelo «Mototrsport.com».

Mercedes e Ferrari começaram a corrida com macios e pararam uma vez na box para trocar para médios. Os Red Bull arrancaram com ultramacios e pararam para trocar para os médios (mais cedo). Mas, com a entrada do Safety Car no início da segunda metade da corrida, a equipa austríaca deu o golpe de mestre fazendo uma segunda troca para os médios e deixando Daniel Ricciardo e Max Verstappen com o andamento inigualável pela concorrência.

“Nós ficámos de fora” dessa estratégia, admitiu Wolff rejeitando que tenha sido uma falha de “foco” e admitindo que foi sim uma questão de “rapidez em corrida” de acordo com o que os “simuladores mostraram”.

“Não tenho a certeza se a Red Bull ficou surpreendida com o seu andamento, mas nós ficámos e todos os outros ficaram. Nestas condições, foi a coisa certa a fazer. Não estava no nosso radar”, confessou o diretor da Mercedes.

VEJA TAMBÉM:

Comentários

Veja mais