MotoGP: Van der Mark substitui Rossi em Aragão

Maverick Viñales e Valentino Rossi - GP França
Maverick Viñales e Valentino Rossi - GP França
partilha

A Yamaha anunciou que vai Michael van der Mark vai disputar o GP de Aragão de MotoGP no lugar de Valentino Rossi, no dia 24 deste mês.

A equipa japonesa confirma assim que o piloto italiano falhará a segunda prova consecutiva enquanto recupera da fratura na perna direita. Da mesma forma, a Yamaha relevou no comunicado emitido que Rossi é esperado de volta no GP do Japão.

«O piloto da Yamaha Superbikes Michael van der Mark irá pilotar a YZR-M1 de Valentino Rossi na 14ª etapa do Mundial de MotoGP, na pista de MotrLand Aragão em Espanha, enquanto o italiano recupera da lesão na perna. Rossi está a fazer bons progressos no seu processo de reabilitação. No entanto, é esperado que ele não esteja apto a competir antes do GP do Japão no Twin ring Motegi, que será de 13 a 15 de outubro.»

Valentino Rossi fraturou a tíbia e o perónio num treino de enduro no dia 31 de agosto. O italiano foi operado no dia seguinte ficando com um período de recuperação estimado entre 30 a 40 dias.

No GP de São Marino deste fim de semana, a Yamaha decidiu não substituir Rossi e apenas Maverick Viñales disputou a corrida em Misano. Para a próxima etapa, Michael van der Mark ficará com a moto de Rossi bem como com a equipa de engenheiros e mecânicos do italiano.

Com 24 anos de idade, o holandês já ganhou três vezes as 8 Horas de Suzuka, mas a Yamaha refere que Van der Mark «vai estrear-se na categoria rainha na YZR-M1 sem qualquer treino».

Van der Mark está «entusiasmado» com a «oportunidade dada», mas não esconde a «curiosidade» em relação a uma «experiência completamente nova», que «não será fácil».

«Estou entusiasmado por me ser dada a oportunidade de pilotar a YRZ-M1 no GP de Aragão. Nunca pilotei uma MotoGP antes, por isso, será uma experiência completamente nova para mim. Tenho muita curiosidade em ver como é pilotar tal máquina. Sei que não será fácil entrar diretamente para sessão de treinos oficial sem qualquer teste anterior. No entanto, estou muito grato a Yamaha pela oportunidade. Tenho a certeza de que será uma grande experiência de aprendizagem.»

O diretor desportivo da Yamaha explicou que depois de a Yamaha «ter decidido não substituir» Rossi em São Marino, a equipa «está obrigada a fazer alinhar dois pilotos» no próximo GP de Aragão.

«Sendo virtualmente impossível para o Valentino estar apto a correr em Aragão, a Yamaha decidiu procurar um substituto capaz dentro do seu próprio lote de pilotos contratados», explicou Lin Jarvis.

Comentários

Veja também