F1: proposta de motores para 2021

GP do México (Reuters)
GP do México (Reuters)

A FIA divulgou em comunicado a primeira proposta para especificação dos motores da Fórmula 1 a partir de 2021. A Federação manteve as unidades com um motor a combustão V6 de 1.6 litros, aboliu o MGU-H e tentará aumentar o barulho dos monolugares graças ao aumento de 3000 rpm.

A nova unidade de potência da Fórmula 1 terá a partir de 2021:

- Motor a combustão V6 Turbo Híbrido de 1.6 litros;

- 3000 rpm a mais para melhorar o som;

- Parâmetros de design interno para restringir os custos de desenvolvimento;

- Remoção do MGU-H;

- MGU-K mais poderoso com foco na implantação manual de energia do piloto durante a corrida, juntamente com a opção de economizar energia por várias voltas para fornecer um elemento tático controlado pelo piloto;

- Turbo único com restrições dimensionais e limites de peso;

- Eletrónica e controlo de energia padronizados;

- Alto nível de parâmetros de design externo para maior capacidade de troca de mecanismos, como motor, chassis e transmissão;

- Intenção de investigar regulamentos mais rigorosos de combustível e limites de combustíveis usados.

 

Comentários

Veja mais