WRC: Sébastien Ogier continua na M-Sport

Sebastien Ogier
Sebastien Ogier

Sébastien Ogier vai continuar a competir no Mundial de Ralis (WRC). Depois do ultimato “ou renovo [contrato com a M-Sport] ou abandono [o WRC]” feito no Rali da Austrália, o pentacampeão confirmou esta terça-feira a permanência na modalidade ao renovar contrato com a M-Sport por mais um ano.

Depois de passar as últimas cinco temporadas na Volkswagen, Ogier testou no final do ano passado um Ford Fiesta WRC 2017 e a boa base do carro convenceu-o a assinar com a M-Sport, equipa satélite apoiada pela Ford.

Um casamento que correu bem para o francês que alcançou o quinto título na carreira, depois de uma dura luta ao longo da temporada com vários pilotos, especialmente o belga da Hyundai, Thierry Neuville.

Malcolm Wilson, chefe da equipa da M-Sport, tem sido o principal defensor da permanência de Ogier no campeonato. Em 2016 convenceu o francês a assinar pela equipa e desta vez a renovar contrato.

Em 2018, Ogier irá competir ao lado do galês Elfyn Evans.

Hyundai é alvo a abater

Apesar do pentacampeonato conquistado por Ogier, a Hyundai parte para 2018 com o estatuto de favorita. A equipa vai alinhar com a dupla de estrelas Thierry Neuville/Andreas Mikkelsen, dois nomes fortes do WRC, além de Hayden Paddon e Dani Sordo.

"Temos que aceitar o nosso segundo lugar no campeonato atrás da M-Sport, mas a temporada de 2017 tem sido um verdadeiro progresso para a nossa equipa", garantiu Michel Nandan, chefe francês da equipa sul-coreana.

Mas, nem tudo é um mar de rosas na Hyundai e tudo por uma questão de gestão. É que depois de recrutar Mikkelsen, Nandan não conseguiu garantir orçamento suficiente para quatro carros, garantindo apenas três. Hayden Paddon e Dani Sordo estão assim obrigados a partilhar o terceiro Hyundai i20. O neozelandês fica responsável pelos ralis em asfalto e Sordo pelos de terra.

Comentários

Veja mais