Cantar no carro prejudica a condução

Quantas vezes, ao escutar no rádio uma música da qual gosta, aumentou o volume e tentou acompanhar o vocalista? Se é um assíduo cantor em viagem, tome cuidado. Um estudo recente, realizado na Austrália, garante que cantar no carro pode afetar negativamente a habilidade ao volante.

Segundo a investigação, o condutor que canta enquanto dirige entra numa espécie de “piloto-automático”, o que torna difícil várias coisas, entre as quais manter uma velocidade regular e uma atenção devida nos outros veículos.

“As performances de condução variam quando se está a ouvir música e a cantar. A tendência seria para reduzir a velocidade e ficar mais centrado na sua via e mais cuidadoso. Mas não acontece”, garante o Dr. Scott Bea, psicólogo numa Clínica de Cleveland.

Se conduzir, não ouça Beastie Boys ou Prodigy

Assim sendo, puxar pela garganta enquanto se conduz aumenta o tempo de reação, fazendo com que o condutor seja mais lento a perceber a ação dos peões ou a presença de outros obstáculos.

Os responsáveis pelo estudo frisam ainda que, inconscientemente, os condutor têm a noção de que a música atrapalha, lembrando que é um gesto comum em vários baixar o volume do rádio quando as condições climatéricas são más e exigem uma maior concentração na estrada.

Partilhar

Comentários

Comments are closed.