Cerca de mil condutores em risco de ficar sem carta

Cerca de mil condutores correm o risco de ficar sem carta de condução, caso cometam mais uma infração grave, enquanto 19 ficaram com o documento apreendido nos últimos três anos e meio, indica o balanço feito pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

As alterações ao Código da Estrada, que preveem a cassação da carta de condução aos condutores que durante cinco anos cometam três contraordenações muito graves ou cinco graves e muito graves, entraram em vigor em julho de 2008.

Desde essa data que 19 condutores ficaram sem a carta de condução, revelam dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) divulgados à agência Lusa.

Os condutores com o título de condução apreendido vão ficar sem conduzir durante dois anos e para voltar a obter a carta vão ter que realizar um novo exame de condução e realizar ações de formação no Instituto de Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMMT).

Segundo a ANSR, há cerca de mil condutores que estão no limite para ficar sem carta de condução, faltando apenas uma infração grave ao Código da Estrada.

Nestes casos, a ANSR envia um ofício aos condutores para os alertar que caso cometam mais uma contraordenação grave será feita a cassação da carta e aconselhar para a prática de uma condução segura.

Entre as infrações mais cometidas pelos condutores está a desobediência à ordem de paragem das autoridades policiais e ao sinal vermelho, ultrapassagem nas passadeiras, pela direita e pelo traço contínuo, falta de seguro, utilização do telemóvel durante a condução, estacionamento nas passadeiras e transporte de crianças com menos de 12 anos sem cadeira adequada, indica a ANSR.

Segundo o decreto-lei que estabelece a cassação da carta de condução, o presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária tem a competência exclusiva para ordenar a cassação.

Quando um condutor fica com a carta apreendida, a ANSR comunica, por ofício, essa decisão ao IMTT para que o documento seja dado como inválido para efeitos legais.

Caso o condutor não entregue a carta à ANSR, são as entidades policiais da área de residência que notificam o condutor infrator para que o documento seja apreendido. O condutor pode sempre recorrer em tribunal da decisão da ANSR.

Partilhar

Comentários

13 Comentários

  1. fabiopinto87 on

    se continuarem a deixar ficar com a carta a bebados que destroem carros e apenas a tirarem a quem pisar um traço continuo este país de merda vai continuar sempre na mesma!

  2. Se tirarem a carta a quem pisa APENAS um traço contínuo…uhau não é nada de especial eu APENAS pisei um traço contínuo..Acorda meu!eu apenas não parei num stop… eu apenas passei num sinal vermelho Respeitem as regras de trânsito.

  3. Sr Fabiopinto87 há muitos que destroem familias sem estar bebados e a pisar traços continuos……….

  4. Quando foram a exame de condução fizeram algum erro? Passaram os STOP´s sem parar? Passaram vermelhos?? Pisaram continuas??? Então reclamar para quê? Ta tudo escarrapachado quando se tira a carta, por alguma razão se tira a carta, animem-se nada está perdido, so o mexilhao nao pode infrigir… Portugal é pequeno mesmo…

  5. fabiopinto87 on

    Caro Asterix e Tiago, eu graças a deus ainda tenho a minha carta e com 10 anos ainda não apanhei multa nenhuma, nem tive um único acidente, e espero continuar assim, mas estou a falar de coisas que sei, e que tiraram a carta a um conhecido meu que pisou com a beira da roda um traço contínuo, não o superou para a outra faixa, e um outro que tinha a carta apreendida por alcool, e que andava a conduzir sem carta e nesse entretanto destrói 3 carros com 1.9 de álcool, e tem hoje a carta e goza com os outros…Digam-me se isto é justo?

  6. Pessoal, isto é complicado. Sou motorista de pesados. Como em todas as actividades profissionais,ha stress, laxismo e mta confiança nos anos de pratica. Um medico dá um medicamento errado,mata o paciente e foi a interação medicamentosa. O operador que comanda os niveis de cloro na estação da EPAL, descuida-se e mete cloro a mais e mata toda a zona metropolitana de Lisboa……E nós tb temos descuidos….Quem nos acode? Isto não pode ser dente por dente, olho por olho……

  7. Boa tarde, ja agora gostava de saber se existe algum local online onde é possivel ver as infracçoes cometidas desde 2008. Obrigado.

  8. Mas a que falar também de Gente desonesta que representa as forças de segurança.Eu, PASSEI UM AMARELO NO JARDIM DO TABACO E O AGENTE DISSE-ME QUE O CÓDIGO MANDA PARAR, EU DISSE SIM SE TIVER TEMPO PARA TAL E ELE SÓ ME DISSE O AMARELO É COMO SEJA VERMELHO E TOME LA A MULTA.ISTO É ABUSO DE AUTORIDADE,A QUANTOS CIDADÃOS JÁ NÃO LHE ACONTECEU O MESMO

  9. A mim aconteceu-me o mesmo, em Canelas, Vila Nova de Gaia passei um semáforo com a luz amarela. Por causa disso, tive um jipe da GNR que me seguiu com as Luzes ligadas e tudo. Como se fosse um criminoso! (mas atrás dos criminosos não andam eles) Teimaram comigo que estava vermelho, tive de pagar a multa e recorrer para não me apreenderem a carta de condução. Uma VERGONHA! São uns abutres!

  10. casimiro luz on

    boas…tenho a carta aprendida a 6 meses, acabou-me o prazo da guia de substituiçao por nao pagar a multa…k sera k tenho k fazer agora para me darem a carta ou revalidar a guia ate ir a julgamento!!!urgente

  11. Meus senhores mas uma pessoas quando comete um crime quantas vezes tem de pagar pelo mesmo crime! Ou seja você é multado, é lhe retirada a carta e ainda fica 2 anos sem conduzir! E ainda por cima tem que tirar tudo de novo! Será isto constitucional, então é os senhores que inventaram esta lei também não bebem!à eles tem motorista pois pois…