Salão de Genebra: o clube dos 3 segundos

Clique na imagem para ver as FOTOS

Aceleram dos 0 aos 100 km/h “enquanto o diabo esfrega o olho”. Os 200 km/h são batidos num “piscar de olhos” e não param nos 300.

O Salão Automóvel de Genebra é por tradição a “casa” dos carros desportivos. A cada ano aumenta o número de cavalos e a velocidade máxima, e a aceleração dos 0 aos 100 km/h cai. Os preços também aumentam, mas a procura é cada vez maior. E quanto mais exclusivo e excêntrico melhor.

Fique com as máquinas apresentadas em estreia no Salão de Genebra e que entram diretamente para o chamado “clube dos 3 segundos”:

genebra_2017_36

Ferrari 812 Superfast

Ferrari 812 Superfast
O mais desejado. O 812 Superfast é o mais potente Ferrari de produção em série. Segue a receita de 70 anos e conta com um motor V12 atmosférico (o último atmosférico?). São 800cv extraídos, que lhe permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos. A velocidade máxima é de 340 km/h.

McLaren 720S
O sucessor do 650S tem um motor V8 de 4 litros, biturbo, com 720cv. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos, os 0 aos 200 km/h em 7,8 segundos e os 0 aos 300 km/h em 21,4s. Chega aos 341 km/h.

Fittipaldi Motors EF7 Vision Gran Turismo
Uma combinação mais que especial: Emerson Fittipaldi, bicampeão de Fórmula 1 com o estúdio italiano Pinifarina. O resultado é o EF7 Vision Gran Turismo, carro desenvolvido para o jogo de corridas de mesmo nome, mas que terá direito a uma versão de estrada.

A empresa responsável pela parte mecânica é a HWA, fundada por um dos criadores da AMG. O EF7 conta com um motor 4.8 V8 aspirado de 600 cv e promete uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos.

Aston Martin Valkyrie
A Aston Martin chama-o de “F1 de estrada”. E não é para menos. O Valkyrie está a ser desenvolvido em conjunto com a Red Bull e promete ser o derradeiro carro de competição para estrada. Um dos objetivos é uma relação peso/potência de 1:1. O que significa muitos cavalos no motor V8 e um carro bem leve, com o intenso recurso à fibra de carbono. O projeto é assinado pelo projetista da Red Bull F1, Adrian Newey.

Serão produzidas 150 unidades, com 25 unidades adicionais para uma utilização exclusivamente em pista. Todos já estão vendidos, cada uma por mais de 3 milhões de euros, sendo que as primeiras entregas estão marcadas apenas para 2019.

genebra_2017_70

Vanda Dendrobium

Vanda Dendrobium
O nome é estranho, tanto quanto a sua origem: Singapura. A Vanda Electrics, parceira da Williams na Fórmula 1, aventura-se na produção de automóveis através de um superdesportivo elétrico capaz de alcançar os 320 km/h e acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,7 segundos. A produção é o próximo passo.

Lamborghini Huracan Performante
O carro de produção mais rápido a completar o circuito de Nurburgring, com 6 minutos e 52 segundos (5 segundos mais rápido que o Porsche 918 Spyder). Este é o novo Huracan Performante, a versão mais rápida e potente do desportivo italiano. Extrai 650cv do V10 de 5.2 litros. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos, 0 aos 200 km/h em 8,9 segundos e ultrapassa os 325 km/h.

Techrules Ren
Da China chega o Ren, o primeiro superdesportivo da Techrules. Pode contar com dois, quatro ou seis motores elétricos e uma turbina a gasóleo (sim, a Diesel) como gerador de eletricidade, sendo que a versão mais potente (seis motores elétricos) debita algo como 1305cv.

valkyrie_5

Aston Martin Valkyrie

Estes números permitem-lhe anunciar uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 2,5 segundos e uma velocidade máxima de 320 km/h. A autonomia em modo elétrico é de 200 km, sendo que com 80 litros de combustível pode percorrer até 2000 km.

Zenvo TS1 GT
A dinamarquesa Zenvo surge em Genebra com o TS1 GT, agora com 1.163cv, extraídos de um V8 biturbo de 5,8 litros. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,8 segundos e chega aos 375 km/h. Custa 1 milhão de euros.

Scuderia Cameron Glickenhaus SCG003S
Não, não é nome de código, nem sequer engano: SCG003S é o nome do primeiro modelo de produção da Scuderia Cameron Glickenhaus. É produzido em Itália pela Manifattura Automobili Torino (MAT) e utiliza um motor V8 biturbo de 4,4 litros com 800cv. Acelera dos 0 aos 100 km/h em menos de 3 segundos e chega aos 350 km/h.

sch1

Scuderia Cameron Glickenhaus SCG003S

É anunciado como sendo o carro de estrada mais rápido do mundo em curva, com um downforce superior a 700 kg a uma velocidade de 250 km/h, atingindo mais de 2G em curva.

Pagani Huayra Roadster
Seis anos depois do Huayra chega a versão “aberta”. Mas com extras. É mais leve que o Huayra “fechado”, sendo que o V12 6.0 biturbo, de origem Mercedes-AMG, debita algo como 764cv e 1000 Nm de binário. Será capaz de alcançar uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3 segundos e de atingir um máximo de 370 km/h.

Escusado será dizer que este Huayra Roadster está ao alcance de muito poucos. O preço de cada um dos 100 exemplares que serão produzidos é de 2,3 milhões de euros (antes de impostos).

Os outros:
Bugatti Chiron
Lamborghini Aventador S
Koenigsegg Regera

Partilhar

Comentários

Comments are closed.